GUIA DE SAÚDE: Você Sabe o Que é Uma Vitamina?

VOCÊ SABE O QUE É UMA VITAMINA?
Beatriz Bohrer Amaral


A maioria de nós pode enumerar as vitaminas mais populares e também os alimentos em que elas estão presentes em abundância. Mas, entender o que exatamente as vitaminas fazem e qual o seu papel no nosso organismo é bem mais complicado. Existem 13 vitaminas reconhecidas como essenciais para a saúde, mas não há consenso real sobre como realmente elas atuam ou o quanto delas nós efetivamente precisamos.


Quando as vitaminas foram descobertas, foram descritas como compostos orgânicos capazes de prevenir doenças estranhas, como o escorbuto que afetava os tripulantes das grandes navegações no século XV e XVI e que tinha como causa a falta de vitamina C.


Hoje as vitaminas são onipresentes em alimentos, bebidas e suplementos nutricionais. Ao ouvir a palavra vitamina, a maioria das pessoas pensa em pílulas ao invés de alimentos. Assumimos que os cientistas sabem exatamente o que estes compostos fazem no nosso corpo e o quanto deles nós necessitamos na nossa dieta, o que não é verdade. Acreditamos ainda que todas as vitaminas e suplementos alimentares à venda são obrigatoriamente testados quanto à sua segurança e eficácia, o que também não é verdadeiro.


Será que você precisa de um multivitamínico? Depende do que você come. Se a sua alimentação for balanceada e rica em frutas e verduras, você estará ingerindo vitaminas e nutrientes suficientes. Além disto, existem alimentos também fortificados, como cereais, alguns tipos de leite e bebidas energéticas, já com níveis maiores de vitaminas e sais minerais, que são verdadeiros multivitamínicos. As pessoas que mais se beneficiam de pílulas de vitamina são aquelas com dietas restritas ou problemas de saúde que interferem na absorção dos nutrientes dos alimentos ou ainda aquelas que se alimentam apenas de junk food ou, ao pé da letra, porcaria, comidas com alto teor calórico, mas pobre em nutrientes.


Só por que uma vitamina é essencial em pequenas doses, não quer dizer que doses maiores devam ser melhores. Aliás, algumas vitaminas são tóxicas quando usadas em altas doses, como, por exemplo, a vitamina A. Na década de 90, altas doses de beta-caroteno, o precursor da vitamina A, foram testadas como possível prevenção de câncer, entretanto foi demonstrado que estavam associadas a um maior risco de câncer de pulmão, especialmente entre os fumantes.


Finalizando, cada um de nós tem necessidades diferentes de vitaminas. As recomendações dietéticas não são individualizadas e, quando se lê nos rótulos o valor diário necessário, estes dados são ainda baseados em cálculos realizados em 1968, ou seja, quase cinquenta anos atrás. Portanto, melhor investir em uma dieta balanceada do que gastar dinheiro comprando vitaminas e suplementos.

Voltar